top of page

Axé

"Energia mágica, universal sagrada do Orixá. Energia muito forte, mas que por si só é neutra. Manipulada e dirigida pelo homem através dos Orixás e seus elementos símbolos."

 

No contexto do Candomblé, Axé representa um poder de força sobrenatural. A palavra também pode ser usada para se referir a casa de culto, Ilê Axé (Casa de Axé).

 

Na Capoeira, Axé representa força, ânimo e energia. Uma roda cheia de Axé é uma roda animada e alegre. Como a maior parte dos praticantes da capoeira da actualidade não são adeptos do Candomblé, a palavra perdeu nesses meios o âmbito sobrenatural e místico.

 

Algumas vezes a palavra Axé pode ser utilizada como uma saudação, um cumprimento através do qual se deseja ao próximo coisas boas, força, ânimo e energia.

 

O elemento mais precioso de uma Casa de Santo é a força que assegura a existência dinâmica. É transmitido e deve ser mantido e desenvolvido. Como toda a força, pode aumentar ou diminuir. Essa variação está relacionada com a actividade e conduta ritual, que está determinada pela escrupulosa observação dos deveres e obrigações de cada detentor de Axé, para consigo, para com o seu Orixá e para com a sua casa e família de Santo. O desenvolvimento do Axé individual e do grupo impulsionam o Axé da Casa.

 

A força do Axé é contida e transmitida através de certos elementos e substâncias materiais, é transmitida aos seres e objectos que mantêm e renovam os poderes de realização. O Axé está contido nas substâncias naturais e essenciais de cada um dos seres animados ou não, simples ou complexos, que compõem o Universo.

 

Toda a oferenda e ritual implicam a transmissão e revitalização do Axé. Receber Axé significa incorporar os elementos simbólicos que representam os princípios vitais e essenciais de tudo o que existe.

bottom of page