top of page

Babalorixá Pai Toninho de Xangô

O Centro Cultural do Candomblé Pai Toninho de Xangô é um pólo cultural que realiza um valioso trabalho em prol da cultura e das religiões afrodescendentes desde 1973. O Babalorixá Toninho de Xangô é o líder da instituição e do Axé.

 

Proveniente de uma família numerosa da Cidade de Rio Formoso, próxima de Recife, no estado brasileiro de Pernambuco, o Pai Toninho de Xangô iniciou-se no Candomblé no Xambá, passou por duas Casas de Santo e hoje está na sua quarta Casa. A primeira foi a de Maria Roxinha, do Alto Pascoal, Casa Amarela, Pernambuco. Hoje segue os ensinamentos da Casa de Oxumaré, liderada pelo Babalorixá Pecê de Oxumaré, localizada em Salvador da Baía.

 

No Candomblé desde 1965, o Pai Toninho de Xangô está entre os mais respeitados Babalorixás de todo o Brasil e um dos mais mediáticos no Mundo inteiro. A sua actuação é destaque em grandes redes de televisão, através da realização de reportagens sobre as suas previsões, como fenómenos naturais, socias, políticos, entre outros.

 

Na lista das previsões que ficaram célebres, encontra-se, com um ano de antecedência, o impeachment do então Presidente da República Federativa do Brasil, Fernando Collor de Mello. Outra previsão marcante foi a consagração da Selecção Brasileira como Penta Campeã do Mundo de Futebol.

 

O Pai Toninho de Xangô também se destaca pela sua forte intervenção em prol da comunidade negra. O resultado é uma participação activa na luta pela inclusão da cultura afro-brasileira.

 

Inovando e desmitificando o Candomblé, o Pai Toninho de Xangô é responsável por levar para as ruas de São Paulo a “Passeata das Yabás” e pela transmição em directo online das festas dos Orixás realizadas no Centro Cultural do Candomblé, permitindo a qualquer interessado um contacto anteriormente impossível com esta religião milenar. A estas iniciativas acresdem publicações periódicas de jornais e revistas, assim como a edição de CDs e DVDs, e a disponibilização constante de novos conteúdos através da internet.

A Casa de Oxumaré identifica-se legalmente como Sociedade Cultural, Religiosa e Beneficente São Salvador, localizada em Salvador, Baía. Foi fundada inicialmente no Calundú do Obitedó, Cachoeira, Recôncavo baiano, e reconhecida pelo IPAC - Instituto do Património Artístico e Cultural da Baía desde 15 de Dezembro de 2004.

 

A Casa de Oxumarê, foi fundada por Manoel Joaquim Ricardo, Babá Talabi, entre o final do século XVIII e inicio do século XIX. É considerada uma das casas mais antigas de Candomblé abertas em Salvador. Actualmente o seu zelador é o Babalorixá Pecê de Oxumarê (Sivanilton Encarnação da Mata) nascido em 30 de Agosto de 1964 e iniciado com menos de 2 anos, em 14 de Dezembro de 1965. Em 1991, assumiu a liderança da casa com 27 anos.

Ilê Axé Oxumarê – Casa de Oxumarê

bottom of page