top of page

Oxum

Dia: Sábado 

Data: 8 de Dezembro 
Metais: Cobre, latão e ouro 
Cor: Dourado 
Elemento: Água doce (rios, cachoeiras, nascentes, lagoas etc.) 
Pedra: Topázio 
Domínios: Amor, riqueza, fecundidade, gestação e maternidade.

 

 

Origem e História

 

Oxum, rainha de todas as riquezas, é protectora das crianças, mãe da doçura e da benevolência. Generosa e digna, Oxum é a rainha de todos os rios. É a dona da fecundidade das mulheres, do grande poder feminino. É a deusa mais bela e mais sensual do Candomblé. É vaidosa, formosa, paciente e bondosa, mãe que amamenta e ama. Oxum não vê defeitos nos seus filhos, não vê sujidade.

 

Características dos filhos de Oxum

 

Dão muito valor à opinião dos outros. São obstinadas na busca dos seus objectivos. Atrás da sua imagem doce esconde-se uma forte determinação e um grande desejo de ascensão social. Têm uma certa tendência à gordura. Gostam de festas e de outros prazeres que a vida lhes possa oferecer. Tendem a uma vida sexual intensa, mas com muita discrição, pois detestam escândalos. Não se desesperam por paixões impossíveis: por mais que gostem de uma pessoa, o seu amor-próprio é muito maior. Graça, vaidade, elegância, uma certa preguiça, charme e beleza definem os filhos de Oxum, que gostam de jóias, perfumes, roupas vistosas e de tudo que é bom e caro. O lado espiritual dos filhos de Oxum é bastante aguçado.

 

bottom of page